quarta-feira, 20 de março de 2013

Palavra da RCC Nacional- Levantai-vos Nação Brasileira


O Encontro Nacional de Formação para Coordenadores e Ministérios é uma grande oportunidade para que as lideranças do Movimento possam partilhar a Palavra de Deus e orarem juntos, buscando direcionamentos para as atividades do Movimento para o ano que começa. Nos intensos momentos de oração e prática dos carismas, Deus concede à RCC profecias, que devidamente confirmadas e discernidas, ajudam a nos guiar pelos caminhos de Jesus.
Durante o ENF 2013, uma Moção Profética foi recebida e confirmada. Leia e tome posse.
PROFECIA:
“Levantai-vos Nação Brasileira. Este é o novo tempo, um tempo de batalha, mas também um tempo de vitória! Despi-vos de todo o pecado, de toda a arrogância, inveja, ciúmes e vanglória, pois o que tens vem de Mim, não são méritos vossos, mas graças que Eu vos dou, para servires aos irmãos na hora necessária. Se forem dóceis ao meu Espírito e humildes de coração, verão nesta Nação e por entre as Nações a minha glória!”
“Eu vos convoco, amigos, a serem em vossos corações como crianças, e que a confiança de criança, que tudo crê ser possível, seja alimento para suas ações, transformando-vos assim em guerreiros do meu Reino, com bravura e com o carinho e amor de crianças.”
“Não foi em vão que morri na Cruz, Eu vos chamei para que derrameis suor e sangue por Mim, pelo meu Reino, pelos meus amados.”
 
     
PALAVRAS DE CONFIRMAÇÃO:
Tb 4, 13-23
– “Guarda-te, meu filho, de toda a fornicação: fora de tua mulher, não te autorizes jamais um comércio criminoso. Nunca permitas que o orgulho domine o teu espírito ou tuas palavras, porque ele é a origem de todo o mal. A todo o que fizer para ti um trabalho, paga o seu salário na mesma hora: que a paga de teu operário não fique um instante em teu poder. Guarda-te de jamais fazer a outrem o que não quererias que te fosse feito. Come o teu pão em companhia dos pobres e dos indigentes; cobre com as tuas próprias vestes os que estiverem desprovidos delas.Põe o teu pão e o teu vinho sobre a sepultura do justo; mas não o comas, nem o bebas em companhia dos pecadores. Busca sempre conselho junto ao sábio. Bendize a Deus em todo o tempo, e pede-lhe que dirija os teus passos, de modo que os teus planos estejam sempre de acordo com a sua vontade. Faço-te saber também, meu filho, que quando eras ainda pequenino, emprestei a Gabael de Ragés, cidade da Média, uma soma de dez talentos de prata, cujo recibo tenho guardado comigo. Procura, pois, um meio de ir até lá para receber o sobredito peso de prata, restituindo-lhe o recibo. Procura viver sem cuidados, meu filho. Levamos, é certo, uma vida pobre, mas se temermos a Deus, se evitarmos todo o pecado e vivermos honestamente, grande será a nossa riqueza.”
 
II Ts. 3, 3 – “Mas o Senhor é fiel, e ele há de vos dar forças e vos preservar do mal.”

Eclo 44, 20-23 – “Abraão é o pai ilustre de uma infinidade de povos. Ninguém lhe foi igual em glória: guardou a lei do Altíssimo, e fez aliança com ele. O Senhor marcou essa aliança em sua carne; na provação, mostrou-se fiel. Por isso jurou Deus que o havia de glorificar na sua raça, e prometeu que ele cresceria como o pó da terra. Prometeu-lhe que exaltaria sua raça como as estrelas, e que seu quinhão de herança se estenderia de um mar a outro: desde o rio até as extremidades da terra.”

Is 35, 1-10 – “O deserto e a terra árida regozijar-se-ão. A estepe vai alegrar-se e florir. Como o lírio ela florirá, exultará de júbilo e gritará de alegria. A glória do Líbano lhe será dada, o esplendor do Carmelo e de Saron; será vista a glória do Senhor e a magnificência do nosso Deus. Fortificai as mãos desfalecidas, robustecei os joelhos vacilantes. Dizei àqueles que têm o coração perturbado: Tomai ânimo, não temais! Eis o vosso Deus! Ele vem executar a vingança. Eis que chega a retribuição de Deus: ele mesmo vem salvar-vos. Então se abrirão os olhos do cego. E se desimpedirão os ouvidos dos surdos; então o coxo saltará como um cervo, e a língua do mudo dará gritos alegres. Porque águas jorrarão no deserto e torrentes, na estepe. A terra queimada se converterá num lago, e a região da sede, em fontes. No covil dos chacais crescerão caniços e papiros. E haverá uma vereda pura, que se chamará o caminho santo; nenhum ser impuro passará por ele, e os insensatos não rondarão por ali. Nele não se encontrará leão, nenhum animal feroz transitará por ele; mas por ali caminharão os remidos, por ali voltarão aqueles que o Senhor tiver libertado. Eles chegarão a Sião com cânticos de triunfo, e uma alegria eterna coroará sua cabeça; a alegria e o gozo possuí-los-ão; a tristeza e os queixumes fugirão.”
 
 
DISCERNIMENTO:
O Senhor nos promete um tempo novo, de graças abundantes, mas é preciso uma conversão sincera de cada um de nós, uma renúncia radical às coisas do mundo que ainda estão presentes em nossas vidas. É preciso fazer um levantamento profundo de tudo aquilo que ainda não é de Deus em nós, em nossas vidas e, a partir daí, abandonarmos estas coisas velhas com a ajuda do Espírito Santo.
O Senhor tem nos falado insistentemente em nos desvencilharmos do orgulho e da arrogância. O orgulho é a origem de todo o mal, como nos diz a Palavra de Tobias. O Senhor nos pede um coração puro, humilde, submisso a Ele, dócil ao seu Espírito. Fidelidade à aliança feita com Ele. Meditar a Sua Lei.
Nesta Palavra de Tobias, Ele nos fala ainda de como Ele quer que nos relacionemos com os outros. Virtude Moral da Justiça.
Pedir a Deus que dirija nossos passos para que nossos planos estejam sempre de acordo com a Sua vontade.
O Senhor fala em tempo de graça, mas também em tempo de batalha, de provação da fé, de martírio pelo Seu Reino, pela missão.
Se isso fizermos a água irá correr no deserto em nossa vida pessoal, nos Grupos de Oração de nosso País, em nossa missão, em tudo o que nos envolve.
 

PASSOS ESPIRITUAIS:
1)      Levantamento pessoal daquilo que não está de acordo com a vontade de Deus em nossa vida;
2)      Firme propósito e trabalho de conversão com a ajuda do Espírito Santo;
3)      Cuidar para não ser tomado pelo orgulho, pela arrogância;
4)      Cultivar um coração de criança, puro, humilde, dócil ao Espírito Santo;
5)      Meditar e guardar a Lei do Senhor;
6)      Cuidar do relacionamento com os outros: que seja baseado na Virtude Moral da Justiça;
7)      Procurar alinhar nossos planos à vontade de Deus;
8)      Fortalecer as mãos desfalecidas e robustecer os joelhos vacilantes: recobrar o ânimo pessoal, a parresia, a fé expectante.
9)      Estar preparado para a batalha, para a provação da fé, para o martírio.
10)   Crer, tomar posse e desfrutar da Água Viva correndo em nossas vidas pessoais, em nossos Grupos de Oração, em nossos Ministérios, em tudo o que nos envolve.


E aí que tal experimentarmos os ensinamentos do SEnhor? Vamos juntos?
Colaboração Tamires Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário